Rafael Carioca cobra Atlético-MG após eliminação e diz que G6 virou obrigação

 Versão para impressão  

Belo Horizonte - O elenco do Atlético Mineiro se reapresentou nesta quinta-feira após a decepcionante eliminação nas oitavas de final da Copa Libertadores, ao empatar com o Jorge Wilstermann (Bolívia) por 0 a 0, e iniciou a preparação para enfrentar o Flamengo, neste domingo, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pelo Campeonato Brasileiro.

E depois dos titulares fazerem um trabalho regenerativo, o volante Rafael Carioca concedeu uma entrevista coletiva avisando que virou obrigação garantir uma vaga no G6, grupo dos seis primeiros colocados do Brasileirão que garante uma vaga na próxima Libertadores. Repetiu, assim, o discurso do presidente Daniel Nepomuceno, que fez a mesma cobrança após a eliminação.

"Não tem mais desculpa. Agora só vamos jogar uma vez por semana", destacou o volante. "Rebaixamento não passa pela nossa cabeça e o que passa é brigar pela Copa Libertadores, o que na minha opinião é obrigação por tudo o que foi planejado e pelo elenco que tem. Só ganhar o Campeonato Mineiro é pouco".

Mais do que debater o que está errado, segundo Rafael Carioca, a equipe deve apresentar resultado dentro de campo. "O que a gente pode fazer é melhorar. Não tem o que pensar mais, a gente tem de fazer. Temos que ganhar de qualquer forma, respeitando a equipe do Flamengo. É o momento de todo mundo se unir e fazer um bom jogo".

O volante falou ainda sobre o difícil momento ofensivo do Atlético Mineiro, que fez apenas 19 gols e tem o terceiro pior ataque do Brasileirão. "Falta botar a bola para dentro do gol. A gente vem criando bastante, vem criando alternativas durante o jogo, e a bola não entra. A prova disso foi ontem (quarta-feira)", completou.

O Atlético Mineiro está apenas na 15.ª posição do Brasileirão com 23 pontos, cinco atrás do sexto colocado, o Sport.

 Versão para impressão  

MAIS LIDAS

Jornal Folha Vitória
Todos os direitos reservados © 2007-2016