Chefe de gabinete da Casa Branca nega rumores de demissão

 Versão para impressão  

São Paulo - O chefe de gabinete da Casa Branca, John Kelly, negou a possibilidade de deixar o cargo e disse acreditar que não será demitido, em resposta a rumores de que ele estaria insatisfeito com seu trabalho e poderia pedir demissão.

"Esse é um trabalho difícil, mas eu não estou frustrado. Minha única frustração é acordar pela manhã e ver informações que não são verdadeiras sobre demissões", afirmou durante coletiva de imprensa na Casa Branca. "Eu não estou saindo do cargo e acho que não serei demitido", reforçou.

Questionado se os comentários do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, no Twitter tornavam sua vida mais difícil, Kelly negou, destacando que seu trabalho consiste em oferecer condições para que Trump tome as melhores decisões.

Segundo ele, a maior preocupação hoje do governo americano se refere à Coreia do Norte e a proliferação de armas nucleares. Ele, entretanto, fez ressaltou que "modernização de armas não significa aumento delas". Ontem, Trump disse desejar aumentar e modernizar o arsenal nuclear americano.

De acordo com Kelly, neste momento, a Coreia do Norte é uma ameaça possível de se lidar. "Esperamos que a diplomacia funcione", disse, sem deixar de notar que é preocupante o fato de que a Coreia do Norte está desenvolvendo mísseis capazes de atingir os EUA.

Segundo a Casa Branca, amanhã será anunciada a decisão de Trump quanto à permanência ou não dos EUA no acordo nuclear com o Irã.

 Versão para impressão  

MAIS LIDAS

Jornal Folha Vitória
Todos os direitos reservados © 2007-2016